18 de jan de 2014


  • TALENTO PARA SUPORTAR A CRISE IMOBILIÁRIA


Com um olhar dirigido aos negócios imobiliários, o empreendedor necessita ser capaz de equilibrar-se com muita habilidade intelectual, para promover inovações em suas atividades, e empenhar-se em novos negócios, alinhados com as atuais circunstâncias do mercado imobiliário.

As mudanças de regras das instituições financeiras, em relação aos limites de financiamento nas operações imobiliárias, afetam, principalmente, o indivíduo de classe média que em geral tem dificuldade de oferecer recursos próprios para aquisição de imóvel.

As novas regras obrigam o comprador de imóvel usado a efetuar o pagamento de sinal e princípio de pagamento de, no mínimo, 50%  (cinquenta por cento) sobre o valor do imóvel, para que possa financiar o saldo restante. 

A boa notícia é que, quem compra imóvel nessas condições irá pagar menos juros, já que está financiando saldo menor.

A mudança vem assustando o mercado nas transações de compra e venda de imóvel usado, todavia ainda há possibilidade de se recorrer ao financiamento de outras instituições financeiras.

Os economistas afirmam que, quando a economia entrar em ciclo normal, as instituições financeiras devem reduzir a taxa de juros.